Pular para o conteúdo

Arquivo de

É no sorriso

‘A questão é que você não pode nascer da primeira vez. A literatura, o negativo, é uma espécie de zona de retaguarda em relação à metafísica para espera de um outro tipo de acontecimento. Vamos pensar aí a lógica da intimidade, da visitação do amor, algo assim.’

‘Se o ser humano nasce é para que algo aconteça. Se ele permancene no buraco, ele não acontece, e no instituído ele desaparece. Então tem um meio termo aí, é no sorriso, nalgum lugar, no brilho, que há algo aí.  Entendeu?’

Juliano Pessanha

Anúncios