Pular para o conteúdo

Alga doce, Andrzej Wajda

Há muito um filme não me toca como este. Quero vê-lo e revê-lo muitas vezes. Trata-se de Alga Doce, do diretor polonês Andrzej Wajda. Eu gostaria de dizer que se trata de uma reflexão sobre a morte, e é. Mas eu temo correr o risco de reduzi-lo a uma visada estreita da morte, quando nada é mais cheio de vida do que ela em suas figurações na tela de Wadja. Então eu gostaria de dizer também de que  se trata de uma reflexão sobre a vida, e é.  Como também de uma refinada reflexão sobre arte. Mas, sobretudo, eu gostaria de dizer que nada passa mais longe do que pode ser entendido sobre reflexão do que esse filme, ele é. E nos leva a sê-lo. Ele é tanto que eu tenho muito pouco a dizer, por hora. Digo-o melancolicamente, é claro. Com o filme dentro de mim numa longa conversa.

*****

Devo remetê-los, contudo, a um post que escrevi sobre a peça Viver sem tempos mortos, que o filme me evocou reiteradas vezes – há algo que aproxima Fernanda Montenegro da atriz Krystyna Janda e, claro, a peça do filme. Entretanto em Alga Doce, a cena é aberta, os bastidores são trazidos à tona, e as dores do drama real da atriz e protagonista servem de força motriz ao filme, radicalidade que apenas se insinuava em Viver sem tempos mortos, mas estava lá para quem quisesse captar, potencializando a fatura da peça. Em Alga doce, contudo, a morte recente do marido da atriz é narrada por ela, sem pejo, paralamente ao drama de sua personagem Marta. A vida da atriz ilumina e dá gravidade e peso ao seu papel ficcional, e vice-versa, com uma coragem e uma delicadeza que redimensionam o que pode ser entendido destes limites tão frágeis entre vida e morte, realidade e ficção e outros pares aparentemente antitéticos, aos quais aderimos porque é o mais fácil (inclusive para escrever).

*****

Uma boa crítica do filme pode ser lida aqui. É do José Geraldo Couto, ele é um homem hábil com as palavras de fato, o que tentei esboçar está sinteticamente dito por ele. Pois é.

Há uma última sessão do filme na Mostra no dia 2/11. Espero que entre em cartaz.

Anúncios
5 Comentários Comente
  1. Deu vontade de ver o filme.

    Bjo

    1 de novembro de 2009
  2. o q vc está esperando, moça?

    1 de novembro de 2009
  3. ter ingresso, aquele dia acabou, rs. Vou ver se baixo.

    Bjao pro cê

    4 de novembro de 2009
  4. baixa!!! bjks!

    4 de novembro de 2009
  5. Isabel #

    Olá…
    já tentei baixar este filme poís chamou minha atenção,mas coloquei diversas formas e não obtive exito…afinal como é o nome do filme…sweet rosh..Tatarak…enfim alguemm pode me ajudar?

    14 de setembro de 2010

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s