Pular para o conteúdo

Cru

Quando o Otto pesa, pesa de um jeito que eu não gosto, e gosto ainda mais. Ele parece um cavalo, não aquele que carrega, que incorpora, mas o cavalo mesmo. E é lindo, com exagero, com desajeito, cru, com sua cavalar delicadeza: “há sempre um lado que pesa e outro que flutua.”

* faixa “Crua” do seu novo álbum “Certa manhã acordei de sonhos intranquilos”.

Anúncios
4 Comentários Comente
  1. hehehe, otto é um gênio, tanto que nós da gentalha o detestamos.

    22 de setembro de 2009
  2. é mesmo, eu o adoro!

    22 de setembro de 2009
  3. Nuno #

    Lu,

    Tenho uma amiga que esta perguntando como faz pra postar músicas no wordpress.

    bjs!

    24 de setembro de 2009
  4. Nuno, é como postar fotos, igual!!

    25 de setembro de 2009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s