Pular para o conteúdo

Rock with you

MJ foi, de fato, um ídolo da minha geração, talento  solo que eclodiu lá pelos meus 12 anos, cuja trilha inelutável (que palavra justa!), me faz resgatar uma alegria de festas e acontecidos vários de que eu não me lembrava mais –  lá atrás eu acreditei numa progressão sempre ascendente e reta para alguns, para ele. Era preciso, talvez aos 12 fosse. Dedico este clip há uns  meninos queridos, como Che Leal, Bukassa, Eugênio Lima,  que no Equipe, escola em que estudei, me “levaram” mais para perto dos passos de MJ e para Black Nights, Sub Club, Unidade Móvel, entre outros.  Nessa toada, gostaria de indicar a leitura de um texto do Eugênio, bastante revelador do sentido desta perda.  Trata-se de uma espécie de carta endereçada a uma geração, reconheço-me como destinatária. Ela está no blog  do Jeferson De, para ler clique aqui.

Anúncios
um comentário Comente
  1. Oi Lu,

    O texto do Eugênio foi a melhor coisa que li sobre esse acontecimento, que para mim, também foi bastante perturbador.
    E dançemos ao som de Rock with you… é bom demais!
    Boa Flip!
    Beijos,
    Mari.

    2 de julho de 2009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s