Pular para o conteúdo

Montesquieu & divã

Há uns dias tenho as mãos  coçando para postar esta palinha de Monstequieu, entre algumas que li traduzidas pelo Antonio Cicero, em seu blog. Este pensamento me pegou em cheio, é daqueles difíceis de repartir, que só quem o enuncia entende, aquele balãozinho silencioso que paira sobre a nossa cabeça na hora de novos movimentos em relação ao outro. Seja qual for a mudança, lá no íntimo, só nós sabemos o quanto nos custou fazê-la. Como os trabalhos de 2009 se inciam, não só para mim, acho que cabe, penso que devo destacar esta pérola:

Alguém me reprochou de ter mudado a seu respeito. Eu lhe disse: “Se é uma mudança para você, é uma revolução para mim”.

Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s