Pular para o conteúdo

Lago

Photobucket

O lago está vazio
Não há nada comigo
Mãos vazias
Não insistem
Nem resistem
Dizem sim
Ao sono
Ao ermo
Àquele buraco clichê no meio do peito
À cova da cama
Ao leito marcado pela insônia
Pela tarde inteira perdida
Pelo esquecimento do dia
De ontem
Do hoje que já era
O lago está vazio
Não há nada comigo
E a merda transborda

Anúncios
2 Comentários Comente
  1. José #

    Lagoa, serena lagoa
    olha:

    Sobre a lagoa
    o céu.
    Eu?
    Lagoa você?
    Tem de escolher
    refletidora espelha
    O que arriba quer ver.
    O que no seu abismo quer
    conter.

    Ò lacuna cheia!
    Limpa-se transbordando
    digere até lama o lixo
    alimentadora do nenúfar
    e do verme do cavalinho-do-demo.

    Destemido da vossa obscuridade
    sobrevoo rapina.
    Mergulho!
    Atrapo a encarcerada peixa,
    me beija,
    eviscero até a entranha mesma.
    Me alimenta?

    11 de maio de 2008
  2. Inês #

    Querida Lu,
    Sempre te leio e fico triste quando estás triste. Saiba da minha presença, apesar da lonjura. Beijos da sua amiga,
    Inês

    12 de maio de 2008

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s