Pular para o conteúdo

Oceania

MEDUSAS queimam vozes e cds

descolam caras
atingem o centro
como um dedo apontado
para dentro
do céu da boca

como um grito de água viva

elas arranham
levam ao paraíso
lançam anjos aos estilhaços
fazem sangrar o hiato

da soprano e da outra

como mão de mãe
que só deseja acalentar
e mata

como uma espécie de urgência

em quase extinção
elas acertam em cheio o tom
e lembram o assombro de estar vivo
ainda que afogado
aos prantos
como o sol todos os dias
ao final da tarde
dentro do mar

Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s