Pular para o conteúdo

O PERU DE LOUISE ( foto de mapplethorpe)




“Tire o seu peru natalino do caminho
Que eu quero passar com o meu”.

remix de Nelson Cavaquinho & Louise de Bourgeois by Lu

O que se pode querer mais num natal do que ostentar um peru como faz Louise? Um feito com as próprias mãos? Que saiu portentoso do forno e se quer comido? Assado em uma temperatura infernal, mas que se pode levar em baixo do braço, feito pão quente para comer a qualquer hora? O que se pode querer mais no natal do que uma baguete como a dela? Libido exposta, sem pejo, como toda boa merendeira ou ceia deveria ser. Há receita? Não. A dela é dela.

Eu só quero poder criar tais aves-pães e pedras e paus como ela, esquecer o peso da artimanha e rir. Segurar o peru e oferecer ao gosto alheio, e rir-me deles, refestelada, de e com todos. O meu peru-adereço de escola de samba. Porque aqui peru dá samba. Nada de jingle bells.

Louise suou cada peru que criou. Hoje pode passear com eles, posar com eles, fazer-se e desfazer-se deles. Amá-los sempre, porque aí está. Ela sabe o peru que lhe cabe e não tem o menor constrangimento. Eu quero de natal um peru bem grande. E quando eu crescer, depois de muitos natais e perus, já bem velha como Louise Bourgeois, quero também carregar o meu por aí. Posso empunhá-lo em palavras, em flores, rosáceas ,em posts, entre as coxas (de preferências todas as opções). Eu só quero poder sair por aí com a minha alegria e minha dor. Why not?


Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s