Pular para o conteúdo

Veneno Antimonotonia – Björk e Ponge

Este vídeo da Bjök, Oceania, sempre me salva. Esteja eu como estiver, ele sempre me faz bem. Claro que saber que existe uma artista contemporânea com tamanha força é sempre apaziguador, sempre abre uma porta, sempre dá esperança. Oceania, música e vídeo, no entanto, entre tudo que ela fez até agora é a mais forte substância que ela tem oferecido a minha corrente sangüínea.

Francis Ponge também dá as suas dentro e é outro veneno antimonotonia necessário, sobretudo este poema que leio e releio. Faz parte de um livro ou de parte de um livro que chama-se:

O SOL COLOCADO EM ABISMO

O SOL FLOR FASTIGIADA

TODOS OS DIAS AO CIMO DO MUNDO
EIS QUE SOBE UMA FOLR FASTIGIADA.
O SEU ESPLENDOR APAGA O SEU CAULE
QUE VAI TREPANDO POR ENTRE OS DOIS OLHOS
DA DEMASIADA ESTREITA NATUREZA
P’RA LHE DIVIDIR SEPARAR A FRONTE.
A RAIZ ‘STA EM NOSSOS CORAÇÕES.

A raiz do que nos deslumbra está em nossos corações.

Tradução Manuel Gusmão. Ed. Cotovia.

Anúncios
Não há comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s